Diário de uma publicitária

Posso até me acostumar e deixar você fugir

“Qualquer abandono exige coragem. Qualquer fuga tira um pedaço de nós que não volta. É preciso força até para desistir” VerônicaH

Há momentos na vida de uma mulher em que ela precisa enfrentar uma batalha quase impossível. Esquecer alguém que não a ama. Deixar tudo de lado e virar a página. Achei que estivesse acontecendo comigo, mas aquele não era um desses momentos.

É uma escolha difícil para alguém como eu, que não suporta mais sentir esse vazio, mas que, simplesmente não consegue sair. Quando eu penso que você  faz parte do passado, eu me deparo com esse sorriso que me desmonta inteira, que me despedaça. Como eu odeio amar esse sorriso torto.

Passei tanto tempo me protegendo. Prometi não me envolver, não me apaixonar, não desejar e, principalmente, não implorar. Cá estou. Chorando como se lágrimas fossem m elevar até você.

E o amor que parecia ser um porto seguro, a salvação de todas as histórias. O ator principal de todas as músicas ao redor do mundo, hoje me parece um local escuro e inseguro. Sinto medo do amor e do que ele pode fazer comigo.

Talvez o amor não seja confortável como um dia na praia, talvez seja doloroso e difícil como todas as outras coisas, mas onde estão os bônus? Foram só aqueles encontros, os que me tiraram do rumo, os que me colocaram frente a frente com o melhor de mim, o melhor de você? É só isso? Não. Não pode ser. Eu passei horas me convencendo de que não seria tão mal assim. Tentar. O que custava? Custou meu equilíbrio. Minha paz. Agora eu sei que tudo foi um elaborado autoengano. Eu não estava me abrindo para um relacionamento. Na verdade, não estava aberta a nenhum relacionamento. Eu não estava fugindo de relacionamentos? De que me servem todas as lições que aprendi se quando preciso não estou preparada pra elas?

“Vá, busque o amor, faça amor”, me mandam estar sempre aberta ao amor. Mas você fechou as portas pra mim. Ninguém sabe, nem eu.

Obrigada por ao menos ter sorrido pra mim, ontem. Seu sorriso foi como um brinde, um fatiador de batatas que você ganha ao comprar um conjunto de facas. Talvez eu mereça mesmo um brinde por amar a pessoa errada. Prêmio de consolação.

“Dava tudo por amor / Eu vim de longe / Dava pra sentir / Você dançando só pra mim…” 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Posso até me acostumar e deixar você fugir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s